sexta-feira, 10 de março de 2017

Vereadores de Brumado podem mudar voto por pressão popular

Brumado Acontece
A grande repercussão dos votos dos vereadores que atenderam o gestor municipal a favor de projetos polêmicos tem dado o que falar nas redes sociais e em rodas de bate-papo. Com forte pressão popular, vereadores já se veem pressionado a não votar mais a favor dos projetos polêmicos os chamados “Pauta Bomba” e planos do prefeito Eduardo Vasconcelos (PSB) pode morrer no meio do caminho. Segundo apurou o site Brumado Acontece, nos bastidores do legislativo brumadense, existem vereadores que reavaliaram a repercussão do voto a favor do projetos de lei de autoria do Poder Executivo Municipal e boa parte estão balançados a não votar mais a favor. A repercussão negativa dos edis que votaram a favor tem sido grande e é dado como certo que alguns vereadores não votarão mais a favor dos projetos. Para pressionar os pares, foi criada Projeto de Lei de Iniciativa Popular e estabelece o teto para o subsídio mensal dos Vereadores para as próximas legislaturas o valor do piso salarial nacional dos professores em regime de 20 horas vigente, nos valores de hoje, somando R$ 1.149,40 (Hum mil cento e quarenta e nove reais e quarenta centavos).
Loading...