segunda-feira, 24 de abril de 2017

Policia prende homem com celular de professora assassinada em Alagoinhas

Policia prende homem com celular de professora assassinada em Alagoinhas
A polícia encontrou na tarde de sábado (22) um aparelho celular utilizado pela professora universitária Rosângela Gomes Costa, 35 anos,encontrada morta na sexta-feira (21), em sua casa, na cidade de Alagoinhas. De acordo com a coordenadora da Coordenadoria de Polícia da cidade (2ª Coorpin), Lélia Raimundi, o celular foi encontrado nas mãos de uma pessoa em um bar na Rua do Avião, por volta das 17h. Ainda de acordo com a coordenadora, o celular pertencia a uma amiga de Rosângela, mas estava sendo utilizado pela professora. 
O homem que estava com o celular foi detido em flagrante por receptação de produto roubado. Tanto o nome dele quanto o dona do aparelho não foram divulgados pela polícia para não atrapalhar as investigações. De acordo com Lélia, a polícia agora busca encontrar o responsável pela venda do aparelho para tentar solucionar o crime. Ela informou ainda que o celular será periciado. Até o momento, 11 pessoas entre parentes, amigos e outras próximas a Rosângela já foram ouvidas. 
O crime Rosângela foi encontrada morta na casa onde morava, em Alagoinhas, na manhã de sexta-feira (21). Ela estava amarrada na própria cama, amordaçada e com pelo menos oito perfurações pelo corpo. A suspeita é que ela tenha sido morta a facadas. Segundo a polícia, um vizinho da vítima acionou socorro na manhã desta sexta após ouvir barulhos na residência dela durante a madrugada. 
Segundo informações prévias, os barulhos ouvidos pelo vizinho durante a madrugada foram provocados por uma suposta briga entre Rosângela e um homem, de identidade ainda desconhecida. 
Rosângela era professora do Centro Territorial de Educação Profissional (Cetep) e de uma faculdade local. Fonte: Correio, com imagem reprodução.
Loading...