sábado, 18 de fevereiro de 2017

Líder de quadrilha, mulher, filhos e neto são presos por tráfico

Seis mandados de prisão preventiva foram cumpridos, nesta quinta-feira (16), durante a operação Petros, deflagrada pelo Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco). Entre os presos, Raimundo Alves de Souza, o Ravengar, que estava em liberdade desde 2013, quando voltou a atuar no tráfico como líder da quadrilha.

Acusados de traficar na região da Fazenda Grande do Retiro, Pero Vaz e Paripe, foram presos também os filhos de Ravengar: Izidro Alves de Souza Neto e Emerson Silva Napoleão Souza. Eles atuavam diretamente na comercialização e armazenamento da droga. Essas ações também contavam com a participação do neto de Ravengar, Willian Ailton Silva Souza, conforme detalhou a coordenadora de Narcóticos do Draco, delegada Andrea Ribeiro.

Segundo as investigações do Draco, em curso há mais de dois anos, o traficante Josué Messias Guimarães seria o braço direito de Ravengar, atuando na quadrilha como gerente. “O grupo foi preso em função de vários crimes cometidos recentemente, embora todos tenham passagem pela polícia, por tráfico”, explicou o delegado Alexandre Ramos Galvão, do Draco, durante coletiva de imprensa realizada nesta tarde.


Ainda de acordo com o delegado, a companheira de Ravengar, Ana Carolina Ramos Vilas Boas, também agia na quadrilha e foi presa junto com os demais. A operação também cumpriu quinze mandados de busca e apreensão, e durante esta ação, foi preso Sílvio da Silva Napoleão, sentenciado a onze anos de prisão por tráfico. Todos seguirão para o sistema prisional, onde ficarão a disposição da Justiça.
Loading...