segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Subcomandante de batalhão é preso após denúncias de churrasco, bebida e assédio

O subcomandante do 9º BPM (Rocha Miranda), major Carlos Ludwig (foto), foi preso administrativamente no 27º BPM (Santa Cruz) e será transferido para a Diretoria Geral de Pessoal (DGP). De acordo com a assessoria de imprensa da corporação, um procedimento apuratório foi instaurado para apurar denúncias de que o oficial estaria bêbado na unidade depois de um churrasco, teria assediado duas militares e ainda saído dirigindo uma viatura em alta velocidade, “quase atropelando pessoas nas ruas”. 

Em nota, a assessoria explicou que enviou para o comando do 9º BPM uma mensagem que circula em grupos do WhatsApp sobre as a postura de Ludwig. As informações foram apuradas e foram verificados indícios de que algumas informações “poderiam proceder”. 

O documento garante ainda que uma averiguação sumária aberta anteontem identificou indícios de irregularidades cometidas pelo major e uma investigação mais aprofundada ainda irá “esclarecer o fato na sua totalidade". Em um trecho do texto reproduzido nas redes sociais, o major é acusado de estar assediando uma soldado há cerca de dois meses, “a ponto de criar supostas denúncias contra a PM” e até transferi-la de setor a fim de pressioná-la.
Loading...