sexta-feira, 17 de março de 2017

Suspeito de matar compositor na BA diz que vítima era de quadrilha rival

Ueslei é principal suspeito da morte do cantor Felipe Yves (Foto: Divulgação)
O homem preso na segunda-feira (13), suspeito de ser o líder do grupo que matou o cantor e compositor Felipe Yves, de 21 anos, encontrado semi-degolado em um matagal no bairro de Boca da Mata, em Salvador, contou à polícia que cometeu o crime porque a vítima era de uma quadrilha rival. A informação foi divulgada pela Polícia Civil nesta quarta-feira (14). 
De acordo com a polícia, Ueslei Silva Sarinho, conhecido como “Heures”, de 22 anos, fez a declaração durante coletiva à imprensa, nesta terça-feira, no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no bairro da Pituba. Após apresentação, o suspeito foi encaminhado para o Complexo Policial da Baixa do Fiscal, onde ficará custodiado, juntamente com Andrei de Jesus dos Santos, conhecido como Lacoste, de 22 anos, preso no dia 8 de março, também por envolvimento no crime. 
Outro suspeito, identificado como Railson Couto dos Santos, chamado de Penga, de 22 anos, está foragido. Além deles, segundo a polícia, dois adolescentes integrantes da quadrilha foram apreendidos. Um deles, capturado no dia 8 de março, está internado na Comunidade de Atendimento Socioeducativo (Case). O outro, preso junto com Ueslei Silva, foi encaminhado a Delegacia do Adolescente Infrator (DAI). //G1
Loading...