segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Guarda Municipal é executado em serviço na escola municipal Walter Leite em Belém


Um Guarda Municipal de Belém foi assassinado a tiros por três bandidos que entraram armados na escola municipal Walter Leite Caminha, no conjunto Catalina, bairro do Mangueirão. O crime aconteceu na tarde desta segunda-feira (9). A vítima foi identificada como Welisson Carneiro Figueiredo, 30 anos.
Testemunhas contaram que os assassinos foram até a secretaria em busca de informações sobre matrícula para o 8º ano. Estavam na escola no momento do crime apenas a diretora e servidores administrativos da secretaria. Após receber as informações os criminosos saíram do local e foram em direção ao guarda municipal. Um dos homens começou a atirar não dando chance de defesa a Welisson.
Foto: Nathana Simões (O Liberal)
Vizinhos da escola contaram terem ouvido entre cinco e seis disparos. Um segundo guarda municipal também estava de serviço no interior da escola na hora dos tiros. Um dos disparos atingiu a cabeça de Welisson Carneiro. Ele também foi atingido no ombro e no pescoço.

A suspeita é que o guarda tenha sido morto por causa da arma, que foi levada pelos assassinos. 'No mundo do crime a arma tem bastante valor. O bandido pode usá-la em diversos crimes ou alugar para outros bandidos', explicou o aspirante a oficial da PM, Mauro Ribeiro.

De acordo com a perita do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, Gil Pacheco, os projéteis são de pistola ponto 40. A vítima também foi atingida na mão na tentativa de se defender dos tiros.

A Polícia Militar e a Guarda Municipal foram chamadas. O carro usado no crime, um Palio vermelho, foi encontrado na rua Ajax de Oliveira, no bairro do Benguí. Até agora ninguém foi preso.
Loading...