quinta-feira, 14 de julho de 2016

Universidade Federal do Ceará é condenada a indenizar aluna policial

emanuele alves
A Justiça Federal do Ceará condenou a Universidade Federal do Ceará (UFC) a indenizar por danos morais a aluna policial que alega ter sido expulsa da sala de aula por estar fardada e portar armamento. O valor da indenização é de 16 mil reais, cinco vezes o valor do salário da policial. O caso ocorreu em setembro de 2014 quando a estudante do curso de Letras, Emanuele Alves, foi abordada por três seguranças da instituição e orientada a se retirar da sala de aula por estar fardada e portando uma pistola.40. De acordo com a Associação de Profissionais da Segurança, ela teria ido diretamente do trabalho para a faculdade. Na ocasião, alguns estudantes teriam se sentido constrangidos com a presença da policial armada em sala de aula. 
Em nota divulgada na época, a Universidade informou que foi sugerido a estudante que ela guardasse o armamento no cofre da Divisão de Segurança da Instituição. Ela teria se recusado e preferiu ausentar-se da sala de aula. Ainda em nota, a universidade informou que os seguranças disseram que ela poderia assistir aula fardada, porém não poderia portar arma no local. A assessoria de Comunicação da Universidade informou que ainda não foi notificada formalmente a respeito da decisão. A sentença emitida pela Justiça Federal ainda é passível de recurso.
Loading...