terça-feira, 12 de julho de 2016

Amanda Nunes vence a campeã Miesha Tate e se torna primeira brasileira campeã do UFC

Amanda Nunes, Miesha Tate, UFC 200, MMA (Foto: Getty Images)
Mesmo que por vias tortas, o espetáculo final do UFC 200 foi montado de tal forma que colocou um duelo feminino para finalizar o maior show da história do MMA. E diante da campeã Miesha Tate, que mora na cidade de Las Vegas (EUA) e contava com total apoio da torcida, estava a baianinha arretada Amanda Nunes, que enfim conquistava a oportunidade de lutar pelo cinturão dos pesos-galos (61 kg). E ela não decepcionou nem por um minuto sequer. Concentrada e mais calma do que de costume, Amanda evitou as quedas da adversaria, dominou o centro do octógono e ditou o ritmo das ações ao andar para frente e alternar chutes baixos, cruzados de direita e jabs no corpo da adversária. Com tanto volume de jogo o resultado, para desespero dos apostadores, não demorou a ser concluído. Após imprimir uma violenta sequência de golpes em pé, que derrubou Miesha por duas vezes, Amanda se deu ao luxo de, cautelosamente, aguardar o momento ideal para ir para as costas da adversária e encaixar um justo mata-leão que deu números finais à disputa ainda no assalto inicial. E se o Brasil começou a semana com apenas um campeão, quando Rafael dos Anjos dominava o cinturão dos leves (70 kg), agora o País conta com dois. Além de Amanda, José Aldo é o atual dono do posto interino dos penas (66 kg).
Loading...