terça-feira, 22 de dezembro de 2015

TJDF condena homem por parar festa e acusar ex de traição ao microfone

O Tribunal de Justiça condenou um homem a pagar R$ 2 mil à ex-namorada por interromper a comemoração de aniversário dela em uma boate do Distrito Federal, acusando-a de traição pelo microfone. O incidente aconteceu em maio de 2013, em Taguatinga. Vídeos do momento foram publicados pelo próprio acusado em redes sociais. Cabe recurso à decisão. 
Às imagens foram acrescentadas as frases “namorado faz declaração de amor e pega namorada com amante na boate”, “momentos antes a santinha me traindo (sic)”, “será que vale a pena se dedicar, dar carinho e amar esse tipo de pessoa?”, “Será que uma mulher consegue mudar suas atitudes”, “traidora” (tarja preta sobre os olhos da ex) e “amante” (sobre os olhos do então namorado dela). De acordo com a ação, havia 600 pessoas na boate. A aniversariante estava acompanhada de amigas e do novo namorado. Ela conta que foi surpreendida com a situação. O relacionamento dos dois havia durado menos de um mês, e em um dos vídeos postados na web a mulher disse se arrepender “completamente” de tê-lo conhecido. À Justiça, o homem alegou que não existem elementos suficientes para que ele seja processado.
Loading...