quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Professores continuam ocupando a prefeitura até que o acordo seja cumprido

Um grupo de cerca de pelo menos 40 professores continua ocupando, desde a quinta-feira (10), a sede da Prefeitura Municipal de Itapebi, no extremo-sul do estado. De acordo com um líder do grupo, a ocupação continuará até que o prefeito da cidade, Dr. Francisco Brito, resolva honrar com acordo feito em maio passado onde o prefeito se comprometeu em pagar o aumento salarial retroativo aos meses de Janeiro fevereiro março e abril em novembro e dezembro de 2015. 
Ainda conforme as informações desta líder do movimento, na última sexta-feira, (11), representantes do poder publico municipal fizeram uma proposta em que os retroativos seriam pagos a partir de janeiro de 2016, mas como eles não cumpre com seus acordos a categoria não aceitou a proposta feita. Novamente fora marcada uma nova reunião nesta terça-feira (15), desta vez com o secretário de Governo Nunes, com o procurador do município Doutor Clemente Esteves, com a secretária de Educação Verônica Pereira os representantes da APLB de Eunápolis e a coordenadora regional de Camacan e só compareceram os representantes da APLB e a secretária de Educação que segundo os representantes da APLB confessou não ter autonomia para resolver o assunto em pauta então não houve progresso na reunião e a categoria reafirmou que não desocuparão o prédio da prefeitura até resolver o problema. 
Vale lembrar que as aulas dos alunos da rede municipal de Itapebi estão com um déficit de 53 dias no ano letivo até hoje (16), e, está previsto ter aulas até o final de fevereiro de 2016. Isso se o imbróglio for resolvido nos próximos dias. “Os veadeiros culpados disso está acontecendo são os representantes do governo do município de Itapebi e não os professores, os pais dos alunos precisam saber disso.” Disse a delegada da APLB Jovita Lima dos Santos. //Itapebi Acontece 
Loading...