sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Policial Militar mata namorada e comete suicídio em seguida no Rio Grande do Sul

Ederson estava na Brigada Militar desde 2012
Um policial militar de 25 anos matou a namorada, de 20, e cometeu suicídio em seguida na manhã desta sexta-feira. O caso ocorreu em uma estrada rural que liga as cidades de Alvorada e Viamão, no Rio Grande do Sul. 
Segundo a Polícia Civil, no momento do crime, Ederson Dala Barba Bastos e Evellyn Nunes Farias voltavam de uma festa. O casal estava junto havia quatro meses. A Brigada Militar foi acionada por pessoas que vivem no entorno do local do crime. Quando os policiais chegaram, viram Ederson arrastando a namorada, desacordada, para dentro de seu carro. Tentaram negociar uma rendição com o homem, mas ele não cedeu. Alguns metros adiante, ele atirou contra a própria cabeça.
Segundo a polícia, Evellyn pode ter sido agredida antes de ser morta
De acordo com a Delegacia de Homicídios de Viamão, a principal suspeita da polícia é de crime passional. Certamente houve uma discussão na volta da festa. Pessoas que vivem próximas ao local do crime relataram que ouviram muitos gritos de socorro vindos da moça. Ela estava bastante machucada no braço direito, que teria sido quebrado. Possivelmente houve agressão física antes do incidente, destacando que os dois poderiam estar sob o efeito de álcool. A polícia apreendeu no local duas armas de fogo, munição, pertences das vítimas e o veículo em que os objetos estavam. A perícia esteve no local e os corpos foram encaminhados para o IML. Os investigadores aguardam o resultado dos laudos para concluir as investigações.
Loading...