quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Prefeitura deposita a 1ª parcela de reajuste dos professores de Itabuna

Cumprindo determinação do prefeito de Itabuna, Claudevane Leite, a Secretaria Municipal da Fazenda depositou nesta quarta-feira,16, a primeira parcela do reajuste salarial na conta dos professores. Foram pagos, em folha complementar, cerca de R$ 500 mil, valor que corresponde ao período de abril a agosto.  Em outubro será depositada a segunda parcela de igual valor.
De acordo com o secretário da Fazenda, Marcos Cerqueira, no próximo mês também serão depositados nas contas dos professores mais 3% referentes a última parcela. O reajuste salarial total será de 8%, percentual acima da inflação acumulada no ano passado, que ficou em 6,41%. “O prefeito está fazendo o máximo para garantir ganho real aos nossos professores. Sabemos que ainda não foi o ideal. Mas, diante da grave crise financeira, é o percentual possível”, explicou o secretário.

Juntamente com a secretária de Educação, Dinalva Melo do Nascimento, Marcos Cerqueira, participou de mais uma reunião hoje com representantes do Sindicato do Magistério Municipal Público de Itabuna. A secretária pediu mais uma vez que os profissionais da educação cumpram o novo calendário escolar para que os estudantes não sejam ainda mais sacrificados.
Dinalva Melo destacou ainda que, desde que assumiu a pasta em 2013, vem adotando medidas administrativas para evitar vícios antigos, como desvio de função de servidores e devolução de escolas de outros municípios, cujos gastos eram da Prefeitura de Itabuna, mas estudantes não eram.  “Estamos fazendo uma gestão transparente para que os poucos recursos da Educação sejam bem aplicados”, afirmou a secretária.

Ela explicou também que está muito preocupada porque foi comunicada ontem que o valor anual por aluno repassado pelo Ministério da Educação sofrerá redução nos próximos meses, caindo de R$ 2.576,36 para R$ 2.545,31. “É uma situação preocupante porque o município terá que entrar com mais recursos próprios para cobrir o déficit mensal com a educação”, finalizou Dinalva Melo. //verdinhoitabuna
Loading...